França desmantelou sete planos de atentado desde janeiro

O ministro francês do Interior, Gérard Collomb (AFP / Martin BUREAU)

“Sete planos de atentado” foram desmantelados na França desde o início de 2017 – informou o governo nesta quinta-feira (6), defendendo uma nova prorrogação do estado de emergência.
Em declarações à rede CNews, o ministro francês do Interior, Gerard Collomb, destacou que um desses planos foi frustrado com a detenção de dois homens em Marselha (sudeste), em Abril passado, pouco antes do primeiro turno da eleição presidencial.

Ainda assim, a França sofreu cinco ataques – alguns malsucedidos – desde janeiro.
Nesta quinta, a Assembleia Nacional deve aprovar a sexta prolongação do estado de emergência instaurado após os atentados de 13 de novembro de 2015. Nesse episódio, 130 morreram.
Essa prolongação por mais seis meses será a última, em princípio, já que o governo de Emmanuel Macron deve aprovar uma nova lei antiterrorista. Nela, algumas das medidas do estado de emergência serão assimiladas pelo Direito comum.

Pelo menos 12 organizações de defesa dos direitos humanos, como a Anistia Internacional e a Human Rights Watch, pediram que não se vote essa extensão do estado de emergência e que se rejeite a nova lei.
Collomb alegou que a lei permitirá ao governo fechar mesquitas que fazem apologia do terrorismo por um período renovável de seis meses.
“No momento, queremos fechar três (mesquitas). Desde o início do estado de emergência, fechamos outras 16”, completou. (AFP)

DEIXE UMA RESPOSTA