Filda/2017: Porto de Luanda emite passes de acesso às taxas portuárias

STAND PORTO DE LUANDA (FOTO: GASPAR DOS SANTOS)

Um posto fixo de emissão de passes de acesso às taxas e ao recinto portuário está instalado na Feira Internacional de Luanda (Filda), para facilitar os clientes a tratarem e obterem, de forma fácil e rápida, este documento, visando incentivar a exportação de bens e serviços.

A acção, feita no final de cada ano pela administração do Porto de Luanda, é dirigida essencialmente aos agentes de navegação, despachantes oficiais e caixeiro despachantes, facilitando os clientes que ainda não possuem esta documentação, de acordo com a directora do gabinete de comunicação institucional e imprensa desta empresa pública, Conceição Sibo.

Em declarações à Angop, no âmbito da 33ª edição da Filda/2017, referiu que o Porto de Luanda está alinhado com o lema do evento, que tem como objectivo diversificar a economia e potenciar a produção nacional, visando uma Angola auto-suficiente e exportadora.

“As entidades autorizadas ao licenciamento de mercadorias de exportação e afins podem solicitar e emitir o passe de acesso ao recinto portuário”, afirmou.

Segundo a responsável, a stand do Porto de Luanda recebe diariamente um número considerável de solicitações dos potenciais clientes do sector portuário e outras individualidades interessadas a saber mais sobre os incentivos do processo de exportação no país.

Além deste posto de emissão de passes, quem visitar a stand do Porto de Luanda na Filda terá a oportunidade de saber mais sobre os principais serviços, entre eles destaca-se o portal de pagamentos, guiché único portuário, reparações de navios, pilotagem, ancoradouro e acostagem.

De acordo com o boletim estatístico de 2016, escalaram no Porto de Luanda quatro mil e 622 navios, sendo 732 navios de longo curso e três mil e 890 navios de cabotagem.

A frequência de chegada para os navios de longo curso foi de aproximadamente dois navios/dia, apresentando um decréscimo na ordem dos 19 porcento relativamente ao ano de 2015, que registou uma frequência de chegada de três navios diariamente.

No mesmo período (2016), a produção do Porto de Luanda cifrou-se em sete milhões 189 mil e 943,20 toneladas, tendo registado um decréscimo de 19% comparativamente ao período homólogo de 2015.

A empresa pública, Porto de Luanda, criada em 1980 como uma Unidade Económica Estatal (UEE) dependente do Ministério dos Transportes e Comunicações, possui um terminal de carga geral, polivalente, de contentores, multiuso e uma base de apoio à actividade petrolífera. (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA