EUA: Apresentada curta-metragem do filme “Lisima Lya Mwondo: a Nascente da Vida”

WHASHINGTON: EMBAIXADOR AGOSTINHO TAVARES (DIR)E PRESIDENTE E CEO DA NATIONAL GEOGRAPHIC SOCIETY GARY KNELL (FOTO: CAROL WOODWARD/NATIONAL GEOGRAPHIC)

O embaixador de Angola nos EUA, Agostinho Tavares, assistiu quinta-feira (19), em Washington, a uma sessão privada da curta-metragem do filme “Lisima Lya Mwondo-A Nascente da Vida”, no contexto do projecto regional Okavango/Delta, que abrange Angola, Botswana e a Namíbia.

Em parceria com o Ministério do Ambiente e o governo provincial do Cuando Cubango, desde 2015, três equipas de exploradores têm trabalhado na região, no coração de África, num novo e importante impulso para pesquisar mais sobre a Bacia do Rio Okavango, uma parte do Património Mundial da UNESCO e uma das últimas grandes zonas húmidas do planeta.

A curta-metragem do filme “A Nascente da Vida” é o resultado de uma série de expedições patrocinadas pela instituição americana, National Geographic Society, cujo principal objectivo é catalogar as plantas e os animais desprotegidos em território angolano.

Participaram no evento, o Presidente e CEO da National Geographic, Gary Knell, o líder do projecto, Steeve Boyes, Jonathan Boaillie, Cientista Chefe da National Geographic assim como outros quadros séniores da organização.

No final, Agostinho Tavares agradeceu o trabalho já realizado pelos peritos da organização americana e reafirmou o compromisso do Governo de Angola para com o projecto regional Okavango/Delta, comprometendo-se a Missão Diplomática facilitar, sempre que necessário, as viagens dos cientistas para o país.

No contexto do projecto, um Memorando de Entendimento já foi assinado com o Ministério do Ambiente, há dois anos, que oficializa o projecto regional e o empenho do Executivo angolano. (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA