Danda desafia jornalistas de órgãos públicos a dizerem “basta às orientações superiores

vice-presidente da UNITA, Raúl Danda (Foto: Pedro Parente)

Vice-presidente da UNITA critica cobertura da imprensa pública angolana
Os órgãos de comunicação social públicos continuam a favorecer o MPLA em detrimento dos outros concorrentes as eleições de 23 de Agosto.

A acusação é do vice-presidente da UNITA Raúl Danda que, em entrevista à VOA, lança um desafio aos profissionais da TPA, Radio Nacional (RNA) e Jornal de Angola a dizerem basta às orientações superiores.

Danda considera que a imprensa pública insiste em favorecer o partido governante, retirando justiça e justeza à competição, o que, para ele, é vergonhoso.

“Aquilo que se passa nos órgãos públicos de comunicação social é que de facto continua a haver favorecimento ao MPLA, o partido no poder fala mais que os outros, além disso as nossas declarações são sempre desvirtuadas”, acusa Danda, jornalista de formação.

O candidato a vice-presidente de Angola recusa dar entrevistas à RNA e TPA “a não ser em directo”.

“Se esses órgãos estiverem presentes em entrevistas com outros, eu não direi para saírem mas só aceito se me convidarem em directo como fazem com os membros do MPLA”, alerta Raúl Danda que desafiou os profissionais dos órgãos públicos.

Danda deixou um desafio aos profissionais destes órgãos dizem um basta porque “têm um nome a zelar tanto profissional como ético”. (Voa)

DEIXE UMA RESPOSTA