Cunene: Governador defende trabalho coordenado com sector da educação

Cunene: Kundi Paihama- Governador Provincial do Cunene. (Foto: José Cachiva)

O governador do Cunene, Kundi Paihama, defendeu, quarta-feira, em Ondjiva, maior coordenação entre a direcção provincial da Educação e administrações municipais, para a melhoria do processo de ensino e aprendizagem na região.

Ao falar durante um encontro sobre a situação da Educação na província, Kundi Paihama, disse que os administradores e os sobas devem comunicar-se mais com a direcção da Educação, para reportar situações negativas que ocorrem nas escolas, para não pôr em risco a qualidade do ensino.

Explicou que o absentismo nas escolas constitui uma das maiores preocupações e deve existir um trabalho bem coordenado e organizado para que a direcção da educação tenha conhecimento de forma antecipada sobre este facto, para poder punir os professores que não trabalham e no fim do mês recebem salários.

O governante disse que os administradores a nível dos municípios, em colaboração com as autoridades tradicionais , têm a responsabilidade de controlar com rigor o processo de ensino e aprendizagem, contribuindo deste modo para melhor a qualidade da educação.

“A educação como processo de socialização dos indivíduos, não é apenas tarefa própria da direcção da Educação, requer o engajamento de outras instituições, alunos e encarregados de educação para que se continue a cresce em termos de qualidade”, admitiu.

Reconheceu que as dificuldades no sector da educação são vários e bem identificados, e indicou que esforços serão redobrados para que os problemas sejam melhorados de forma faseadas, sobretudo nas classes iniciais.

Kundi Paihama pediu aos docentes que trabalhem de forma honesta e exemplar, dando sempre o seu contributo na formação, através do cumprimento das responsabilidades dentro do processo, para que a província tenha quadros capazes.

Participaram no encontro os vice-governadores, director e chefes de Departamento da Educação, os administradores dos seis municípios, directores das repartições da educação que prometeram rigor no controlo dos professores a nível das escolas nos municípios. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA