Cuanza Norte: Administrador municipal realça reabilitação de estrada

ESTRADAS EM REABILITAÇÃO VÃO MELHORAR CIRCULAÇÃO RODOVIÁRIA (FOTO: DINIZ SIMÃO)

A reabilitação da via que liga as localidades de Samba Caju, Ujangombe, Banga, Quiculungo e Bolongongo (província do Cuanza Norte), consignada esta segunda-feira, vai incrementar as trocas comerciais e dinamizar a actividade turística na região.

Em declarações à Angop à margem do auto de consignação da obra de reabilitação do referido troço rodoviário, o administrador municipal de Banga, Paulo Ngunza disse que actualmente a circulação na região é muito difícil e a reabilitação da via vai igualmente permitir a asfaltagem da rua principal das comunas de Caculo Cabaça e Cariamba, que integram o traçado da estrada em questão.

Anunciou também para este ano a terraplanagem da via de acesso Banga/ Aldeia Nova, num percurso de 18 quilómetros, passando pelas aldeias de Caboco e Bessenguele, numa acçao do governo do Cuanza Norte, através da direcção provincial Norte do Instituto de Estradas de Angola (INEA).

Por sua vez, o administrador municipal adjunto do Quiculungo, António Victorino Watica, sublinhou que a empreitada vai dinamizar a vida económica e social da sua circunscrição, por constar também do traçado da mesma estrada.

Entretanto, o director provincial do Cuanza Norte do Instituto de Estradas de Angola (INEA), Mendonça Luís, que assinou pela sua instituição o auto de consignação da obra, considerou o facto uma “batalha vencida”, no âmbito da melhoria das infra-estruturas rodoviárias da província.

Para si, a empreitada constitui um valor acrescentado naquilo que já foi feito até aqui e, em particular, esta estrada que interliga quatro municípios da província contribuindo assim para o alívio das respectivas populações.

Acrescentou que trabalhos idênticos estão a ser desenvolvidos desde o princípio deste ano no troço Maria Teresa/Dondo, num percurso de 61 quilómetros, Alto Dondo/desvio da Munenga, com 48,6 Km, Alto Dondo/São Pedro da Quilemba, num total de 42 Km, no município de Cambambe, além de obras de conservação no troço Maria Teresa/Ndalatando.

Disse que o INEA está ainda a intervir para a acomodação do trafêgo rodoviário em diferentes estradas terciárias da província, tendo destacado a intervenção no troço que vai da intersecção da Estrada Nacional 140 a sede comunal do Luínga, no município de Ambaca, num percurso de 15 quilómetros.

Ainda nesta senda estão a ser melhoradas as vias Camabatela/Canguimbi, com 15 Km dos quais oito já recuperados, Açude/Cerca, com 16 Km bem como Pambo dos Sonhi/Quiculungo, cujo percurso não precisou, totalizando 150 Km de estradas terciárias em reabilitação.

A malha rodoviária da província do Cuanza Norte é composta por quatro mil e 92 quilometras de estradas fundamentais e três mil e 124 de vias terciárias. (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA