Cidadãos afegãos detidos no Porto são suspeitos de actividades terroristas

Serviços de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal (DR)

Dois afegãos, de 20 e 25 anos, foram detidos esta semana depois de se apresentarem numa esquadra da PSP para pedir asilo político. Tinham uma pen com fotografias com armas e explosivos.

Dois afegãos foram detidos esta semana no Porto por suspeitas de ligação a organizações terroristas, escreve o Jornal de Notícias. Os dois homens, de 20 e 25 anos, tinham-se deslocado a uma esquadra da PSP naquela cidade para pedir asilo político — que já lhes tinha sido negado na Finlândia — quando os agentes perceberam que entre os bens que tinham em sua posse havia uma pen com fotografias de armas e explosivos semelhantes àquelas que geralmente são associadas aos combatentes do Estado Islâmico.

Aos inspectores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, os dois homens disseram ser naturais do Afeganistão e ter viajado da Finlândia para Portugal em busca de asilo. Explicaram que os cerca de 1000 euros que traziam consigo tinham sido emprestados por amigos e que as imagens — que levantaram as suspeitas das autoridades e que motivaram um alerta à Polícia Judiciária e aos Serviços de Informações e Segurança — se referiam ao período em que estiveram envolvidos em combates, na Síria (não fica claro por que lado alinharam).

Alegadamente perseguidos, fugiram para a Europa para verem ser-lhes rejeitado o pedido de asilo na Finlândia. Foi então que seguiram de comboio para Portugal. Ouvidos em tribunal, por terem entrado e permanecido de forma ilegal no país, a juíza, ao tomar conhecimento das imagens, ordenou um reforço das medidas de segurança do edifício que fica próximo do Quartel General da Região Militar do norte.

Os dois homens ficaram, para já, sob custódia do SEF até que as autoridades consigam confirmar a veracidade das informações apresentadas. (Observador)

DEIXE UMA RESPOSTA