Bento Kangamba nega acusações da CASA-CE

Secretário do MPLA para mobilização periférica e rural, Bento Kangamba (Foto: Vieira Aspirante/ARQ)

O secretário itinerante do MPLA para a mobilização urbana em Luanda, Bento Kangamba, negou ontem acusações da CASA-CE de aliciar militantes da UNITA e jornalistas da rádio Despertar a adoptar comportamentos hostis contra a CASA-CE.

Bento Kangamba é acusado publicamente pela coligação de aliciar jornalistas e comentadores da rádio da UNITA, para se juntarem ao MPLA numa cruzada contra a coligação integrada por seis partidos políticos. Em carta aberta dirigida à UNITA, a coligação CASA-CE acusa estranhamente os comentadores da rádio da UNITA de estarem ao serviço de Bento Kangamba.

A coligação de Abel Chivukuvuku acusa a UNITA de Isaías Samakuva de se ter juntado ao MPLA contra o líder da coligação. O político considera que a atitude da coligação revela desorientação e falta de preparação para um confronto político nas eleições.

O secretário itinerante para a mobilização em Luanda considera descabida a acusação da CASA-CE, por desconhecer um único responsável da rádio que nasceu por acordo com o Governo resultante do Protocolo de Lusaka, em função do desmantelamento da rádio VORGAN (Voz da Resistência do Galo Negro), do antigo braço armado da UNITA. Bento Kangamba desafia os partidos políticos da oposição a convencerem os cidadãos sobre o que pretendem para o país.

O político reconhece que, em Luanda, o partido tem tarefas difíceis para mobilizar cidadãos, sobretudo nos bairros de Cacuaco, Mundial e Viana. O político acredita que a mensagem do candidato do partido a Presidente da República é suficiente para conquistar o eleitorado. O secretário itinerante do MPLA para a mobilização urbana em Luanda considera que um dos maiores desafios do partido é convencer o eleitorado dos grandes centros urbanos do país. Bento Kangamba acredita numa victória absoluta em Luanda. (Jornal de Angola)

DEIXE UMA RESPOSTA