BDA lança campanha sobre cidadania financeira

Banco de Desenvolvimento de Angola (Foto: Foto cedida)

O Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA) lança nesta quarta-feira, em Luanda, uma campanha sobre cidadania financeira, que visa promover o empreendedorismo sustentável pelo uso adequado dos financiamentos ao investimento pela banca.

A campanha denominada “Diversificar” é dirigida às empresas, instituições públicas e empreendedores. É uma iniciativa que prevê também reforçar o conceito do círculo virtuoso da economia, como modelo de uma conduta responsável relativamente ao reembolso dos créditos concedidos pela banca.

De acordo com um documento a que Angop teve acesso nesta terça-feira, essa campnaha está alinhada às iniciativas de educação financeira do sector bancário.

Refere ainda que o BDA pretende, com esta campanha, estabelecer uma ligação directa entre a aplicação correcta dos recursos do crédito ao investimento à capacidade para os reembolsar e à continuidade da disponibilidade de novas oportunidades de crédito.

Esta instituição bancária quer com este projecto criar condições para que outros cidadãos também venham a beneficiar de crédito ao investimento, multiplicando-se os beneficiários dos financiamentos da banca.

O Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA) pretende influenciar, de igual modo, os agentes económicos a adoptarem as boas práticas que acabam por promover investimentos sustentáveis, que garantam o aumento da oferta de bens e serviços para o mercado interno e para a exportação, criando empregos permanentes e garantindo o retorno do crédito ao banco pelo reembolso do capital investido.

A campanha vai envolver 21 agentes cívicos, já capacitados para o efeito, que com um pendor didáctico, utilizando folhetos e um vídeo animado sobre o processo de diversificação da economia, explicarão aos empresários, empreendedores e cidadãos em geral, o contributo que o BDA pode dar para a diversificação da economia do país, concedendo financiamentos àqueles que sejam capazes de criar emprego e garantir o aumento da produção interna de bens e serviços.

O lançamento desta campanha vai decorrer num dos auditórios do Ministério das Finanças. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA