APN propõe institucionalização de duas capitais

QUINTINO ANTÓNIO MOREIRA, PRESIDENTE DA APN (FOTO: CORTESIA DE DOMINGOS NICOLAU)

A Aliança Patriótica Nacional (APN) propõe a institucionalização de duas capitais para o país, designadamente a económica (Luanda e Bengo) e a capital política no Centro de Angola.

A intenção foi manifestada nesta terça-feira pelo presidente daquela formação política, Quintino Moreira, durante o tempo de antena na RNA.

Segundo o político, caso vença a eleições de 23 de Agosto, o seu governo pretende construir uma auto-estrada entre as duas capitais.

Frisou que o seu governo pretende tornar a província do Namibe “um novo Dubai”.

O Programa de Governo da APN prevê reduzir as assimetrias regionais, acelerando o desenvolvimento nas 18 províncias.

A APN foi legalizada pelo Tribunal Constitucional de Angola a 12 de Agosto de 2015.

A nova formação política, fundada por Quintino Moreira, nasce da antiga Coligação Nova Democracia – União Eleitoral (ND-UE), e está representada em todo o país. (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA