Antigo procurador de Macau condenado a 21 anos de cadeia

(DR)

O ex-procurador de Macau Ho Chio Meng foi hoje condenado a 21 anos de cadeia por vários crimes, incluindo burla qualificada, branqueamento de capitais agravado e fundação de associação criminosa, em autoria ou coautoria.

Ho Chio Meng, que liderou o Ministério Público entre 1999 e 2014, conheceu hoje a decisão do coletivo de juízes do Tribunal de Última Instância (TUI), liderado por Sam Hou Fai, sete meses depois do início do julgamento, a 09 de dezembro de 2016.

No final da sentença lida pela juíza relatora, Song Man Lei, durante quase duas horas, Ho Chio Meng gritou de braço no ar que era inocente, que não tinha recebido dinheiro indevidamente e que queria ter direito a recurso.

Em prisão preventiva desde fevereiro de 2016, depois de ter sido detido por suspeita de corrupção na adjudicação de obras e serviços no exercício das funções no Ministério Público, Ho Chio Meng estava acusado de mais de 1.500 crimes, incluindo burla, abuso de poder, branqueamento de capitais e promoção ou fundação de associação criminosa, em autoria ou coautoria com outros nove arguidos, os quais estão a ser julgados no Tribunal Judicial de Base (primeira instância). (Observador)

por Lusa

DEIXE UMA RESPOSTA