Ler Agora:
Angola cables inicia hoje a construção do data center no Brasil
Artigo completo 3 minutos de leitura

Angola cables inicia hoje a construção do data center no Brasil

Arrancam hoje, 10 de Julho, as obras para a construção do centro de dados da empresa angolana de telecomunicações, Angola Cables, a ser instalado em Fortaleza, no Brasil, revelou a O PAÍS, o CEO da Angola Cables, António Nunes.

A construção do data center da empresa angolana de telecomunicações da Angola Cables, começa a ser erguida a partir de hoje no Brasil De acordo com o CEO da Angola Cables, António Nunes, a infraestrutura constitui uma parte importante do ecossistema de telecomunicações, que resultará numa melhoria significativa das comunicações entre Angola e o mundo, e vice-versa.

Segundo o responsável, as obras que tiveram início hoje, serão concluídas até final do ano, juntamente com os cabos submarinos SACS e Monet que exigiram um investimento global orçado em USD 300 milhões. Referiu que, por ser o primeiro data center com a especificação Tier 3, das mais modernas e robustas centrais de dados, e por ser neutro, servirá como um ponto agregador, estando ligados a ele os grandes produtores de conteúdos, produtos e serviços digitais localizados na região. Acrescentando que “ deste modo, os conteúdos estarão mais disponíveis para os angolanos, na medida em que haverá uma redução substancial do tempo de espera para descarregar os dados”.

Por outro lado, salientou que o Brasil é um dos maiores centros de produção de conteúdos em Língua Portuguesa, pois com a implementação desta infra-estrutura vai beneficiar também a comunidade académica dos dois países. “As comunidades académicas poderão tirar um grande proveito dos conteúdos, que podem ser partilhados nos dois sentidos, uma vez que, tanto os conteúdos na América Latina, quanto os disponíveis em Angola, tornam-se mais acessíveis para os diferentes mercados”, disse António Nunes avançou que na economia, a infra-estrutura causará um grande impacto, na medida em que estão a criar condições para o surgimento de uma economia digital, onde os principais exemplos são as plataformas de comércio online, como o Tupuca (o primeiro aplicativo angolano de entrega de comida ao domicílio).

O data center de Fortaleza, da empresa angolana de telecomunicações Angola Cables, ocupará uma área de cerca de nove mil metros quadrados e servirá de base para aterragem dos cabos submarinos da Angola Cables, SACS e Monet, e outros sistemas instalados naquela região. Uma vez concluído e assistido pelos SACS e Monet operacionais, representará uma parte importante dos sistemas de telecomunicações que estão a ser construídos com vista à melhoria dos dos contactos entre Angola e o mundo, e vice-versa. (O País)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.