Andebol: 1º de Agosto demonstra gigantismo diante da Marinha

Equipa Senior Feminino de Andebol do 1º de Agosto (Foto: Francisco Miudo)

A equipa feminina do 1º de Agosto confirmou sábado, em Luanda, o seu favoritismo ao derrotar a Marinha de Guerra, por claros 32-17, em jogo da quarta jornada da 39ª edição dos Campeonatos Nacionais de andebol, em ambos os sexos, que decorrem no pavilhão da Cidadela.

Com o evidente pendor ofensivo para as agostinas, mas sempre com pronta réplica das marinas, que em abono da verdade tentavam contrariar maior experiência das suas “manas mais velhas”, a partida chega ao intervalo com vantagem das campeãs em título (14-10).

No reatamento, as comandadas do treinador Morten Saubak entram com a mesma disposição e continuam a mandar no desafio, apesar do inconformismo da turma do técnico João Diogo, que não cruzava os braços, sempre procurando por em prática os seus argumentos de razão competitiva.

Desta, em virtude de uma melhor estruturação de jogo e o rechear de opções técnicas e táctica, o 1º de Agosto em que no seu plantel despontam as jogadoras Albertina Cassoma, Criatian Mwasessa, Isabel Guialo, entre outras, a partida atinge a fase derradeira com o avolumar do resultado a favor destas.

Assim, mesmo contando com as actuações espectaculares das marinas Ngalula Nkanka, Alexandra Shunu,Tchesa Pemba e Antónia Kassoma, esta por sinal irmã da adversária, mostraram-se incapazes de travar os desígnios contrários, conformando-se diante dos factos.

Em função do avolumar do resultado, a Marinha aproveitou o encontro para rodar todo o seu banco, talvez tendo em conta da impossibilidade de contrariar o oponente e preparar-se já tendo em conta os jogos com adversários do seu nível.

O confronto terminou quando restavam cerca de dois minutos para o fim, após uma ligeira falha de energia no pavilhão, numa decisão tomada pela equipa técnica das marinheiras.

Na outra partida da noite, a Casa Pessoal do Porto do Lobito (CPPL) venceu com alguma dificuldade o Electro do Lobito, por escassos um golo (17-16), num autêntico derby da província de Benguela, transferido para a prova nacional, também designado “Troféu LAC 25 anos”. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA