Afrobasket2017: Seleccionador aponta Marrocos como principal opositor

TÉCNICO DA SELECÇÃO ANGOLANA SÊNIOR MASCULINA DE BASQUETEBOL, MANUEL SILVA "GI" (ARQUIVO) (FOTO: NELSON MALAMBA)

O seleccionador nacional de basquetebol, Manuel da Silva, apontou hoje o Marrocos como adversário mais difícil do “cinco” angolano, na fase de grupos do Campeonato Africano das Nações (Afrobasket2017), a ser disputado de 8 a 16 de Setembro, na Tunísia e Senegal.

Falando à Angop, reagindo o sorteio da prova, realizado domingo, o técnico disse que, na teoria, os marroquinos, fruto do histórico e investimento, serão os principais opositores dos angolanos.

“É uma selecção constituída por jogadores com uma cultura evoluída, bons lançadores e com o excelente jogo em baixo do cesto. Foi a equipa que mais surpreendeu no último Afrobasket, tendo perdido nos quartos-de-final frente a Tunísia, depois de um prolongamento. Portanto, é um adversário a ter em conta”, frisou.

Ainda assim, explicou que está ao alcance dos vice-campeões africanos. “É uma equipa que conhecemos bem, vamos trabalhar para superá-la”, referiu.

A semelhança dos Marrocos, a RCA, segundo o seleccionador, é uma selecção com histórico no continente no geral e nos confrontos com Angola, em particular. O facto de ter perdido apenas por um ponto, no último encontro com a selecção nacional (Afrobasket2015), deixa em alerta a equipa técnica, que considera um oponente ultrapassável.

Quanto ao Uganda, 15º do Afrobasket2015, teoricamente a mais fraca do grupo B, Manuel da Silva indicou que tem muita qualidade, corre muito e privilegia a defesa a zona, mas que Angola é superior.

Angola, Marrocos, Uganda e RCA constituem o grupo B, com sede em Dakar (Senegal). (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA