200 alunas desmaiam em escolas do Bié

Mais de 200 alunas de várias escolas da cidade do Kuito, província do Bié (DR)

Só ontem, 130 desmaios ocorreram em várias escolas, revelou o director provincial da Educação do Bié, Basílio Caetano, que caracterizou como “complexas e inexplicáveis” as causas do fenómeno. Uma professora do ensino primário e uma criança de 12 anos constam também entre as vítimas.

Mais de 200 alunas de várias escolas da cidade do Kuito, província do Bié, foram parar aos hospitais nos últimos três dias na sequência de uma onda de desmaios cujas causas são desconhecidas pelas autoridades. Segundo Elisângela Chipilica, aluna da 12ª classe do Puniv, os desmaios começaram na manhã de Segunda-feira, 3, na sua escola, tendo afectado cerca de 100 adolescentes, todas do sexo feminino, algumas das quais, no momento do sucedido, encontravam- se em aulas.

A jovem de 19 anos disse desconhecer as causas dos desmaios de dezenas de colegas, entre as quais uma prima, e realçou que o fenómeno rapidamente se alastrou a outras escolas situadas no conhecido Largo das Escolas do Kuito. “Depois do Puniv, atingiu o Instituto Médio Comercial, IMNE Maristas e a escola primária 314”, referiu.

Vários estudantes postaram no facebook que as direcções de escolas suspenderam as aulas, sendo sendo retomadas apenas na próxima Segunda-feira, em virtude do pânico gerado nas escolas e em bairros adjacentes. “Foi-nos informado que as aulas só retomam na próxima semana porque há muita gente desmaiada e muita confusão nas escolas”, sublinhou Elisângela. (O País)

DEIXE UMA RESPOSTA