Ler Agora:
Policia israelita morta a facadas em ataque reivindicado pelo Daesh
Artigo completo 2 minutos de leitura

Policia israelita morta a facadas em ataque reivindicado pelo Daesh

Uma policia israelita de 23 anos morreu em decorrência de ferimentos causados durante um ataque com faca no centro de Jerusalém. O grupo terrorista Daesh assumiu a responsabilidade pelo assassinato.

A guarda de fronteiras Hadas Malka foi vítima de inúmeras punhaladas na entrada da Cidade Velha de Jerusalém. Ela foi levada às pressas para um hospital local, mas acabou não resistiu.

“Lamentamos informar a morte da guarda de fronteira Hadas Malka, que foi assassinada nesta noite no ataque no Portão de Damasco, em Jerusalém.”

De acordo com a polícia, o acto que resultou na morte da agente foi parte de um ataque coordenado realizado por três palestinos. Os terroristas, segundo o Times of Israel, foram identificados como Bra’a Salah, Asama Atta e Adel Ankush, todos com idade inferior a 20 anos e provenientes da Cisjordânia. Eles foram mortos a tiros pela polícia.

Além da morte de Malka, os ataques também deixaram dois feridos, mas nenhum em estado grave.

O grupo extremista Daesh reivindicou a autoria do atentado. Se confirmada, esse será o primeiro ataque do grupo em território israelita. No entanto, o Hamas emitiu um comunicado parabenizando os autores dos actos e dizendo que pertenceriam à Frente Popular para a Libertação da Palestina. (Sputnik)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »