Polícia de Seattle dispara contra mulher grávida

A cidade de Los Angeles concordou em pagar US$ 1,5 milhão aos pais de um homem negro desarmado morto a tiros pela Polícia há três anos e que se tornou um símbolo da luta contra a brutalidade das forças de segurança americanas (afp_tickers)

A polícia de Seattle, no estado de Washington, esta a ser acusada de disparar contra uma mulher grávida que estava armada com uma faca, depois que esta ligou relatando um roubo.

Os dois agentes que foram ao local “depararam-se com uma mulher de 30 anos, armada com uma faca, tendo os dois policias disparados contra a mesma”, informou a polícia num comunicado emitido poucas horas depois sucedido.

Logo depois, segundo o comunicado, chegaram os bombeiros e declararam a morte da jovem. “Várias crianças estavam no apartamento no momento dos disparos, mas não ficaram feridas”.

De acordo com membros da família, citados pela imprensa local, a mulher identificada pelos meios de comunicação como Charleena Lyles era mãe de três crianças, estava grávida de três meses e sofria de problemas mentais.
Foi iniciada uma investigação para analisar o uso da força por parte dos dois agentes, sob licença administrativa enquanto durar a averiguação, disse a polícia de Seattle. (Afp)

DEIXE UMA RESPOSTA