PJ guineense desmantela redes de corrupção

PJ de Guine Bissau ( DR)

A Polícia Judiciária (PJ) da Guiné-Bissau revelou ter desmantelado uma rede de desvio de dinheiro proveniente de impostos em conluio com alguns bancos comerciais do país.

O director-geral da PJ, Bacari Biai, anunciou que, no âmbito da operação “Cortar as Unhas” foi descoberta uma rede que lesou o Estado em cerca de 200 mil dólares apenas em 2016.

Biai revelou que dois funcionários do Ministério das Finanças recebiam os valores, em cheque, que os contribuintes tinham de pagar ao Estado, entregavam a um indivíduo que, por sua vez, fazia o depósito dos valores na sua conta pessoal nos bancos.

Depois, o dinheiro era distribuído entre os funcionários, o receptor e colaboradores dos bancos envolvidos.

“É uma rede bem montada que funciona tal e qual uma organização criminosa”, declarou Bacari Biai, que também revelou uma operação que envolvia o desvio de medicamentos de uso exclusivo do hospital nacional Simão Mendes.

Neste caso, o dono da farmácia, para onde foram desviados os medicamentos, chegou a tentar subornar agentes da PJ.

Os casos agora seguem para a justiça. (Voa)

DEIXE UMA RESPOSTA