Morreu Helmut Kohl

(Reuters)

Foi dirigente democrata-cristão, apadrinhou a ascensão meteórica de Angela Merkel e, principalmente, ligou o seu nome à unificação alemã. Morreu hoje, aos 87 anos de idade.~

esde uma queda que dera em 2008, e na qual sofrera um traumatismo craniano, Helmut Kohl ficara afectado na sua capacidade de falar e apenas se movia em cadeira de rodas – tendo, mesmo assim, mantido durante algum tempo uma presença relativamente frequente em homenagens públicas que lhe eram prestadas.

Kohl foi chanceler da Alemanha de 1982 a 1998. O Muro de Berlim “caiu” em 9 de Novembro de 1989 e a unificação monetária das duas Alemanhas deu-se em 3 de Outubro de 1990. O longo período de Helmut Kohl à frente do Governo federal divide-se, quase a meio, com uma autoridade sobre a Alemanha ocidental e Berlim ocidental, e, depois, com uma autoridade sobre a Alemanha unificada.

Em 2 de Dezembro de 1990 ganhou por confortável maioria as primeiras eleições para um Governo da Alemanha unificada.O rival derrotado foi Oskar

Lafontaine, ao tempo líder do partido social-democrata, SPD, e mais tarde migrado para o Partido da Esquerda.

Ao contrário de um preconceito corrente, Helmut Kohl não foi um paciente arquitecto da unificação alemã e sim um política de reacções ágeis, que mudou rapidamente a agulha da sua orientação política assim que uma crise inesperada o confrontou com o desafio de absorver a outra Alemanha. (RTP)

DEIXE UMA RESPOSTA