Ministério Público abre inquérito sobre incêndio que já deixou 62 mortos em Portugal

Bombeiros sem mãos para combater o incêndio (Foto: AP)

A Procuradoria Geral da República de Portugal vai abrir um inquérito criminal para determinar as causas do incêndio que começou em Pedrógão Grande no sábado, 17, e já provocou 62 mortos.

A ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, questionado por jornalistas em Pedrógão Grande, optou por não comentar a decisão do Ministério Público, sublinhando que agora é necessário “concentrar os esforços neste combate”.

Caso se confirme que o incêndio foi provocado por trovoadas secas, o Ministério Público procederá ao arquivamento do processo.

Sousa sublinhou que se vai tentar “trazer mais recursos disponíveis noutros distritos”.

Há 62 feridos, dois deles em estado grave.

O Governo português decretou três dias de luto nacional, até terça-feira, 20. (Voa)

DEIXE UMA RESPOSTA