Huíla: Fundo Soberano Angolano financia construção de novos pontos de água

JOSÉ ARÃO CHISSONDE - ADMINISTRADOR DE CALUQUEMBE (FOTO: JOSÉ FILIPE)

O Fundo Soberano Angolano está a financiar a construção de 33 pontos de captação e distribuição de água em toda extensão do município de Caluquembe, província da Huíla, informou, hoje, sábado, na circunscrição o administrador local, José Arão Nataniel Chissonde.

Em declarações à imprensa, o responsável, que procedia ao balanço das acções desenvolvidas no período 2012 a 2017, sem avançar o custo, disse que a empreitada está a ser realizada em parceria com a administração municipal local e a Ong People in Need e estão a negociar com a mesma para a abertura de mais furos para a cobertura total do município.

Ainda neste sentido, informou que está em fase de aprovação por parte do Tribunal de Contas a execução do projecto de águas de Caluquembe, que vai ter a sua captação a partir do rio Quê, a 32 quilómetros do sector da Vila Branca.

“Concluído o projecto, chegará ao consumidor através de mais de cinco mil ligações a nível da circunscrição, permitindo um abastecimento de água com mais qualidade, com vista a diminuir consideravelmente os casos de doenças causadas pelo consumo deste liquido não tratado, bem como facilitar a irrigação dos campos das zonas pelas quais vai passar a conduta”, aludiu.

Fez saber que foram construídos centros de captação de água e uma estação de tratamento na sede do município, que funciona com duas captações, nas localidades do Mumue, Cussesse, Gando, Vila-branca, Cahãla, Chaunje, Cacomba, Mercado municipal da Alemanha, Lomba, Vatuco, Embala Unhangui, Campuena e bairro 25 de Abril.

Referiu que no sector de energia, foram adquiridos cinco geradores para as sedes comunais da Negola, do Calepi, e para a sede municipal.

No domínio das infra-estruturas, as principais ruas da sede municipal de Caluquembe foram asfaltadas, bem como a construção e apetrechamento do hospital materno infantil no bairro da Alemanha, arredores da sede comunal, a construção de 26 residências no bairro Cachicacala no âmbito dos 200 fogos habitacionais por município.

O município de Caluquembe dista a 193 quilómetros a norte do Lubango, sede da província da Huíla. (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA