Cunene: Governo vai continuar assistir antigos combatentes

(CUNENE: DIRECTOR PROVINCIAL DOS ANTIGOS COMBATENTES E VETERANOS DA PATRIA, GRACIANO KESOSANGE-FOTO: JOSÉ CACHIVA)

Os esforços e acções viradas aos antigos combatentes na província do Cunene vão continuar para melhorar as condições de vida e integração social dos mesmos, disse hoje, terça-feira, em Ondjiva, o director dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria no Cunene, Graciano Kesosange.

Ao falar à Angop sobre actividade do sector, o responsável disse que assistência a esse segmento da sociedade e seus dependentes é prioridade do governo angolano, daí que os apoios irão continuar para melhoria de vida, tal como acesso a habitação, formação profissional e incentivo para criação de pequenos negócios.

Graciano Kesosange sublinhou que as acções de apoio aos antigos combatentes são contínuas, daí que nos últimos cinco anos foram já cadastrados 953 novos assistidos em todos os municípios e já beneficiam dos subsídios.

O responsável lembrou o governo angolano tem obrigação de prestar atenção a este grupo social, como reconhecimento dos esforços consentidos na luta pela conquista da independência nacional e na preservação das conquistas alcançadas pelo povo angolano, assim como no alcance da paz e reconciliação nacional.

A direcção dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria no Cunene controla dois mil e 217, entre os quais 515 antigos combatentes, 815 órfão, 478 deficientes de guerra e 111 viúvas, localizados a nível dos seis municípios da província. (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA