Cunene: Cinquenta ex-militar enquadrados no sistema de Alfabetização

Militares sensibilizados sobre doenças sexualmente transmissíveis (arquivo) (Foto: Diniz Simão)

Cinquenta pensionistas da Caixa da Segurança Social das Forças Armadas Angolanas (FAA), residentes na comuna de Ondjiva, província do Cunene, beneficiam de aulas de alfabetização, com vista a apreenderem a ler e a escrever.

A informação foi prestada sexta-feira, pela delegada da instituição, Maria João Chave, referindo que os alfabetizados estão a receber aulas do modulo 1 que corresponde a primeira e segunda classe do ensino.

Esta acção é apoia pela direcção provincial da educação.

Lembrou que esse exercício é de capital importância na vida dos cidadãos, pois que quem não sabe ler e escrever dificilmente consegue acompanhar o desenvolvimento e os acontecimentos ao nível do país e do mundo.

“A brigada recebeu alguns kits e com eles queremos abranger mais pensionistas, dai que estamos a realizar acções de sensibilização nas comunidades rurais, sobre a importância da alfabetização no processo de capacitação, integração social e económica do cidadão”, afirmou.

Maria João Chave apelou aos pensionistas que ainda não sabem ler e escrever no sentido de apostarem mais nas aulas de alfabetização visto que é um processo que ajuda os indivíduos a prevenir e resolver conflitos, na família, comunidade e a enfrentarem diferentes desafios na vida.

Entretanto, fez saber que a par do processo de alfabetização a instituição garante o apoio social de 180 ex-militares, entre reformados, viúvas e órfãos de ex-militares, através de atribuição de guias para consultas médicas e medicamentosas no Hospital Regional Militar, através de um convénio existente entre as duas instituições. (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA