Cabinda: Obras do Porto do Caio de Águas Profundas terminam em 2020

Cabinda: Dragagem nas Obras do Porto do Caio de Aguas Profundas (FOTO: PEDRO JOÃO)

As obras da primeira fase da construção do Porto do Caio de Águas Profundas que decorrem na zona do Caio Litoral, nesta cidade, poderão terminar em 2020, avançou, o presidente do conselho de administração do Caio Porto, Jack Helton.

Jack Helton falava durante uma visita às obras efectuada nesta quinta-feira por um grupo de funcionários públicos e membros da sociedade civil do município de Cacongo, tendo esclarecido que as obras estão a decorrer num ritmo sem sobressaltos e admitiu dos atrasos registados estarem relacionados com alterações introduzidas no projecto inicial.

Explicou aos visitantes dos actuais avanços dos trabalhos virados nesta primeira fase, na dragagem da zona costeira onde será erguido o Porto.

Disse também que o projecto inicialmente concebido depois de sofrer mudanças do figurino técnico, e reajustamentos em termos de estudos, tanto técnicos, de mobilização do pessoal e de empresas, hoje há níveis acentuados no seu desenvolvimento e que proporciona avanços significativos para sua conclusão.

Assegurou também que o término final das obras dessa primeira fase irá proporcionar ganhos aos agentes económicos da província além de trazer outro valor acrescentado para região.

Os visitantes mostraram-se satisfeitos com os avanços das obras constatadas e das explicações recebidas da parte do diretor do Caio Porto, que quando forem concluídas vão gerar mais de três mil empregos directos e indirectos.

Recorde-se que até 2018, nessa primeira fase, o Caio Porto contará com uma ponte Cais bem como a fase de quebra-mar e do Porto que irá permitir a atracagem do primeiro navio de longo curso.

O porto de águas profundas do Caio terá um ancoradouro com 1.130 metros de comprimentos (atracagem de 4 navios em simultâneo), 16 metros de profundidade, com capacidade para receber alguns maiores navios do mundo, quatro pórticos com capacidade para movimentar cerca de 60 contentores por hora.

Terá uma área total do porto e zonas envolventes superior a 2.500 hectares, terá instalações aduaneiras, oficinas, (serviços de apoio ao porto, reparação de navios), armazéns e estabelecimentos comerciais.

O projecto do porto de águas profundas do caio e áreas envolventes é um catalisador da prosperidade e do desenvolvimento económico da província de Cabinda e do país em geral. (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA