Transportadora aérea do Zimbabwe proibida de voar em espaço europeu

(D.R)

A transportadora nacional do Zimbabwe, Air Zimbabwe, foi colocada na lista negra pela União Europeia.

A última nota afirma que a Air Zimbabwe não cumpre as normas internacionais de segurança.
“Estão, por isso, sujeitas a restrições operacionais na União Europeia”.

A Air Zimbabwean foi a única transportadora nacional da última lista, onde estão incluídas seis outras companhias aéreas, como a do Irão Aseman Airlines, a Iraque Airways (Iraque) e a Blue Wing Airlines (Suriname), a Med-View Airlines (Nigéria), a Mustique Airways São Vicente e Granadinas), Empresa de Aviação Urga (Ucrânia).

Com as últimas actualizações que entraram em vigor a 16 de Maio, um total de 181 companhias aéreas estão proibidas de voar em céu europeu, devido à falta de supervisão de segurança.

Algumas boas notícias para o continente, relatam que as companhias aéreas do Benin e Moçambique foram removidas da lista negra após as reformas bem sucedidas esperadas pela responsável da segurança da região da UE.

Violeta Bulc, o Comissário da UE para os Transportes, disse: “Estou contente por termos conseguido retirar todas as transportadoras do Benin e Moçambique da lista de segurança aérea. As suas reformas foram recompensadas.

“Isso também é um sinal para os 16 países que permanecem na lista. Mostra que o trabalho e a cooperação compensa. A Comissão e a Agência Europeia para a Segurança da Aviação estão prontas a ajudá-los e a elevar as normas de segurança a nível mundial “. (Africanews/Portal de Angola)

por Abdur Rahman Alfa Shaban

DEIXE UMA RESPOSTA