Discussão sobre rendas leva PSD a colar bloquistas a Salazar

(Lisboa. Reuters)

Despejos e congelamento de rendas eleva o tom do debate parlamentar

A “especulação imobiliária” e os problemas no arrendamento em Portugal, nomeadamente em Lisboa, foram trazidos esta quinta-feira, ao Parlamento, pelo Bloco de Esquerda. O PSD acabou por colar os bloquistas a Salazar quando este defendeu o congelamento de rendas.

A deputada do BE, Isabel Pires, começou por dizer que “o Novo Regime de Arrendamento Urbano, uma verdadeira lei dos despejos, criou demasiadas injustiças. Foi uma das leis que mais expôs a insensibilidade social do anterior governo, que mostrou não ter qualquer pudor em aprovar uma lei que desprotegeu os mais idosos e colocou milhares de famílias à mercê dos interesses imobiliários”.

Deu mesmo o exemplo, segundo a Lusa, da rua dos Lagares, na Mouraria, que o BE visitou na quarta-feira e onde “serão despejadas 16 famílias entre agosto e o final deste ano”:

Na mesma rua de onde querem despejar estas pessoas, surgem prédios de luxo, hotéis e alojamento local. As filhas e os filhos do bairro são expulsos para outras zonas ou para fora da cidade porque os preços e as rendas não param de subir”.

A deputada Emília Santos, do PSD, reconheceu a “sensibilidade deste tema”, mas acusou o BE de meramente querer fazer uma “reversão das políticas do arrendamento”.

O BE quer fazer a reversão das políticas do arrendamento. Nenhum país da Europa que se dá ao luxo de congelar o mercado de arrendamento. [O BE quer] dar continuidade às políticas do doutor Salazar, quando dizia para se congelarem as rendas”.

A bloquista disse depois que é “preciso apontar responsáveis”. “O retrato desta [rua dos Lagares] e de tantas ruas demonstra bem as consequências que ainda se fazem sentir da lei dos despejos de Assunção Cristas enquanto ministra do CDS-PP no anterior governo com o PSD”.

Chegou mesmo a declarar que existe, atualmente, um “cocktail explosivo de desertificação dos centros das cidades”, numa “negação do direito constitucional à habitação”.

O PS, por Maria da Luz Rosinha, incentivou o Bloco a acompanhar os socialistas no trabalho em torno de uma lei de bases do arrendamento. (Tvi24)

DEIXE UMA RESPOSTA