Viñales conta com queda de Márquez na Argentina e vence a segunda

(DR)

O espanhol Maverick Viñales vive grande fase no início da temporada de 2017 do MotoGP. Após vencer o GP do Catar, o piloto da Yamaha foi à pista em Termas de Rio Hondo para o GP da Argentina, segunda etapa do calendário da modalidade, neste domingo, e voltar ao lugar mais alto do pódio

Largando na sexta posição depois de um mau rendimento no treino de classificação, a promessa de 22 anos contou com um lance de azar do pole Marc Márquez para sair com o triunfo. No começo da quarta volta, o espanhol da Ducati caiu sozinho da moto e se viu obrigado a abandonar a prova.

O complemento do pódio se deu após uma boa disputa entre Valentino Rossi e Cal Crutchlow. Depois de ficar atrás do britânico em grande parte da corrida, o italiano conseguiu a ultrapassagem a sete voltas do fim e manteve o segundo lugar.

O dia não foi dos melhores para a Ducati, que viu seus três principais pilotos caírem. Além de Márquez, o espanhol Jorge Lorenzo e o italiano Andrea Dovizioso também tiverem que abandonar a corrida.

Depois do GP deste final de semana, os pilotos voltam aos trabalhos somente daqui a duas semanas para a realização de uma das corridas mais importantes do calendário da Moto GP. O Grand Prix das Américas, sediado em Austin, no Texas, acontecerá no dia 23 de Abril.

Confira a classificação final do GP da Argentina:

1º Maverick Viñales (Yamaha)- 41’45.060
2º Valentino Rossi (Yamaha) – +2.915
3º Cal Crutchlow (Honda) – +3.754
4º Alvaro Bautista (Ducati) – +6.523
5º Johann Zarco (Yamaha) – +15.504
6º Jonas Folger (Yamaha) – +18.241
7º Danilo Petrucci (Ducati) – +20.046
8º Scott Redding (Ducati) – +25.480
9º Jack Miller (Honda) – +25.665
10º Karel Abraham (Ducati) – +26.403
11º Loris Baz (Ducati) – +26.952
12º Tito Rabat (Honda) – +41.875
13º Hector Barbera (Ducati) – +42.770
14º Pol Espargaro (KTM) – +43.085
15º Bradley Smith (KTM) – +43.452
16ºAndrea Iannone (Suzuki) – +46.219

Não completaram
Andrea Dovizioso (Ducati) – 11 voltas
Aleix Espargaro (Aprilia) – 11 voltas
Dani Pedrosa (Honda) – 12 voltas
Sam Lowes (Aprilia) – 14 voltas
Alex Rins (Suzuki) – 14 voltas
Marc Marquez (Honda) – 22 voltas
Jorge Lorenzo (Ducati) – 0 voltas

(Gazeta Esportiva)

DEIXE UMA RESPOSTA