Portugal à margem de recorde nas vendas de carros na Europa em Março

(Sara Matos/Negócios)

Ao contrário da maior parte dos países europeus, que registaram aumento das vendas em Março, Portugal ficou-se por uma queda de 1,8%. Itália disparou 18% e Espanha cresceu mais de 12%.

As vendas de automóveis no Velho Continente atingiram um recorde em Março, com 1,94 milhões de carros a saírem dos stands para as mãos dos proprietários, um aumento de 11% em termos homólogos.

De acordo com os dados da Associação Europeia de Fabricantes Automóveis (ACEA na sigla em inglês), divulgados esta quarta-feira, 19 de Abril, a subida para o nível mais elevado teve uma ajuda conjuntural, com o efeito Páscoa este ano a fazer-se sentir em Abril.

A puxar pelas vendas – que beneficiaram sobretudo grupos como a Fiat Chrysler e a Renault, que “roubaram” espaço à gigante alemã Volkswagen e à Peugeot-Citroën – está a melhoria das condições económicas na Europa, com a queda do desemprego e o aumento da confiança dos consumidores.

A Bloomberg salienta que mesmo o Reino Unido, a braços com os efeitos da decisão de saída da União Europeia, viu a actividade crescer, no caso 8,4%. Já a Alemanha cresceu 11%, França subiu 7% e Itália disparou 18%. A vizinha Espanha avançou 12,6%.

Portugal esteve à margem deste crescimento, com as vendas de automóveis a recuarem 1,8% para 25.974 viaturas. Já no início de Abril a Associação do Comércio Automóvel de Portugal (ACAP) tinha dado nota de que o país tinha registado a primeira queda homóloga desde Maio de 2013, referindo na altura uma descida de 2,2% das vendas em termos homólogos, num total de 30.006 unidades vendidas.

Além de Portugal, só Finlândia, Irlanda e Letónia registaram quedas homólogas nas vendas entre os 28 da União Europeia. (Negocios)

DEIXE UMA RESPOSTA