Nomeado novo administrador global do PNUD

Logótipo do PNUD (Fonte: journalducameroun.com)

Presidente do Conselho Executivo do PNUD anunciou oficialmente, em nota de imprensa chegada hoje (quinta-feira) a indicação de Achim Steiner, como novo administrador da organização.

Segundo o informe, a sua nomeação a esse cargo foi encaminhada ao Secretário-Geral da ONU, António Guterres e para a Assembleia Geral, que confirmou Steiner como Administrador do PNUD nos próximos quatro anos.

O PNUD apoia os países do mundo, na erradicação da extrema pobreza e no fortalecimento da boa governação e na prevenção e resiliência de crises.

O Presidente do Conselho Executivo do PNUD, Ib Petersen, Representante Permanente das Nações Unidas na Dinamarca, afirmou, “Sei que estou a falar em nome de todos os membros do Conselho Executivo e de todo o quadro de funcionários do PNUD ao expressar boas-vindas a Achim Steiner, como novo Administrador do PNUD”.

“Achim Steiner traz experiência e dedicação a esse papel de extrema importância. Estou certo de que ele terá impacto persistente e positivo no trabalho de desenvolvimento realizado pelo PNUD em todo o mundo,” acrescentou.

Steiner declarou estar grato pela confiança a si depositada pelos Estados-Membros na Assembleia Geral.

Manifestou ansiedade em trabalhar o quanto antes para luta do fim da pobreza, a protecção do planeta e a promoção da paz e da justiça no mundo.

Antes de ingressar no PNUD, Achim Steiner serviu em diferentes postos das Nações Unidas, organizações não governamentais e órgãos consultivos de alto nível que actuam na formulação de políticas públicas.

O responsável já ocupou cargos como o de subsecretário e Director Executivo da ONU Meio Ambiente, Director Geral do escritório das Nações Unidas em Nairobi e Director Geral da União Internacional para Conservação da Natureza.

Steiner é actualmente Director da Oxford Matin School na Universidade Oxford e professor associado do Balliol College, da mesma instituição.

Achim Steiner substitui no cargo Helen Clark, Administradora do PNUD por dois mandatos consecutivos. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA