Lunda Sul: Angola precisa de jovens comprometidos com desenvolvimento

Aníbal Janota - Director provincial da Juventude e Desportos (Foto: António Escrivão)

O director provincial da Juventude e Desportos na Lunda Sul, Luís Aníbal Janota, disse quinta-feira, em Saurimo, que Angola precisa de jovens comprometidos com o desenvolvimento sustentável do país.

Aníbal Janota fez este pronunciamento quando intervinha no encontro de auscultação dos jovens, que teve como objectivo colher várias propostas que visem a implementação de políticas para a inserção de forma abrangente desta franja a sociedade nas diferentes acções do Estado.

O responsável disse ainda que o país precisa também de jovens comprometidos com a cidadania, preservação e consolidação da paz, unidade e coesão nacional, patriotismo e democracia, por serem as bases fundamentais para o desenvolvimento de qualquer nação.

Por outro lado, aconselhou os jovens a aproveitar as oportunidades de formação (académica e profissional), visando assegurar o conhecimento científico e técnico, estando assim preparados e prontos para o mercado de trabalho e para promoção do auto-emprego.

Aníbal Janota disse que o governo tem melhorado a integração social dos jovens, daí ser necessário que os mesmos aproveitem todos os meios ao seu dispor para sua auto-realização em sociedade.

“ Aconselho os jovens ligados ao empreendedorismo a solicitarem créditos de apoio à iniciativa empresarial da juventude para dinamizar e rentabilizar os seus negócios”, incentivou.

O projecto “ Bolsa de ideias” tem como objectivo criar um espaço permanente e privilegiado de debate com os jovens nas comunidades, bem como de divulgação dos programas do Executivo nos domínios de educação, habitação, emprego e formação técnico-profissional.

Durante o encontro, os jovens presentes prestaram à direcção da Juventude e Desportos contribuições para o desenvolvimento de projectos de impacto social, ambiental, urbanísticos, cultural e económico.

Neste contexto, apresentaram ideias ligadas ao combate do consumo excessivo de bebidas alcoólicas, cidadania, dinamizar e fomentar o empreendedorismo, acidentes de viação, exploração dos recursos naturais e das potencialidades agrícolas e turísticas, bem como a melhoria do saneamento básico. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA