Senegal: Angola sugere princípios para desenvolvimento da educação em África

Secretário de Estado da Educação, Narciso Benedito (Foto: Rosário dos Santos)

A República de Angola sugeriu na sexta-feira, em Dakar, Senegal, a promoção de programas tendentes ao incentivo e melhoria das condições de vida das populações em África.

No âmbito da trienal 2017 de Educação e formação em África, realizada durante quatro dias na cidade senegalesa de Dakar, o secretário de Estado da Educação, Narciso Benedito, apontou a necessidade de promoção da boa governação para o êxito das reformas.

“Se as reformas não estão a dar os resultados que esperamos, é chegado o momento de mudar de estratégia, de reformar para transformar”, afirmou, indicando que o procedimento seguinte deve consistir em reconstruir e não revitalizar os processos em curso para melhoria do sistema de educação em África.

Para o progresso e desenvolvimento que se pretende, alertou para a necessidade de se garantir a efectivação da cooperação sul-sul, mediante o reforço das temáticas prioritárias dos sistemas educativos em curso.

O estabelecimento de um sistema educativo flexível e completo que agilize o desenvolvimento das sociedades deve ser a prioridade, apontou Narciso Benedito, reforçando a necessidade dos governos estabelecerem metas e priorizarem o financiamento da educação nos seus programas.

A formação dos formadores (Professores) também deve ser reforçada, como forma de acompanhamento do sistema evolutivo que se pretende.

«As reformas em curso devem ser acompanhadas do reforço da formação e capacitação dos professores para melhor potenciá-los», realçou.

Fez referência aos vários aspectos abordados durante a trienal, afirmando que estão identificados os problemas que enfermam o sector em África, pelo que a sua resolução passa pela qualidade e competência dos professores. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA