Nampula terá mais seis hospitais em igual número de distritos ainda este ano

(Sapo 24)

A província de Nampula passará a contar com mais seis unidades sanitárias. O propósito é reduzir as distâncias que separam as populações daquelas instituições públicas de prestação de serviços de saúde.

De acordo com a directora provincial de Saúde, Munira Abudou, serão inaugurados, em breve, seis centros de saúde em seis distritos.

Falando durante a reunião provincial de partilha de boas práticas em qualidade e humanização dos cuidados de saúde, evento que terminou na última sexta-feira, Abudou disse que ainda persistem dificuldades de acesso aos cuidados de saúde de qualidade, porque muitos hospitais não têm condições para atender diversas enfermidades, situação que se regista com particular destaque nos distritos de Lalaua e Memba.

“O actual raio teórico que separa as populações das unidades sanitárias é de 10.8 quilómetros, chegando a ser mais nas zonas rurais e recônditas. Neste momento, estamos a proceder, de forma gradual, à transformação de alguns postos de saúde em centros. Com apoio do Banco Mundial, já temos concluídas seis obras de unidades sanitárias”, afirmou a fonte.

No entanto, a província carece de mais infra-estruturas sanitárias para fazer face ao actual número da população.

Para a directora provincial, o ideal, além dos postos e centros de saúde, seria que todos os distritos tivessem um hospital distrital, categoria que contempla um bloco operatório, para que a população tenha acesso mais facilitado aos cuidados sanitários e seja reduzida a frequência de transferências de pacientes de um ponto para outro.

No segundo semestre do ano em curso, terão início as obras de construção do Hospital Geral de Nampula, infra-estrutura que irá descongestionar substancialmente o Hospital Central local. (O País)

DEIXE UMA RESPOSTA