Comemora-se hoje o Dia do Pai

(DR)

O mundo comemora hoje, 19 de Março, o Dia do Pai, em homenagem a todos os procriadores, em particular, e ao fortalecimento dos laços familiares e respeito pelos progenitores, em geral.

A data tem origem na antiga Babilónia, há mais de quatro mil anos, em que um jovem chamado Elmesu moldou em argila o primeiro cartão, que desejava sorte, saúde e longa vida a seu pai.

Conta a história que em 1909, em Washington, Estados Unidos, Sonora Louise Smart Dodd, filha de um veterano de guerra ao ouvir um sermão dedicado às mães, teve a ideia de celebrar o Dia.

Ela queria homenagear seu próprio Pai, que viu sua esposa falecer em 1898 ao dar a luz ao sexto filho, e que teve de criar o recém-nascido e seus outros cinco filhos sozinho.

Já adulta, Sonora sentia-se orgulhosa ao vê-lo superar todas as dificuldades sem a ajuda de ninguém.

O primeiro Dia dos Pais norte-americanos foi comemorado em 19 de Junho daquele ano, aniversário do pai de Sonora. A rosa foi escolhida como símbolo do evento, sendo que as vermelhas eram dedicadas aos pais vivos e as brancas, aos falecidos.

A partir daí a comemoração difundiu-se da cidade de Spokane para todo o estado de Washington. Por fim, em 1924, o presidente Calvin Coolidge apoiou a ideia de um Dia dos Pais nacional e, finalmente, em 1966, o presidente Lyndon Johnson fez uma proclamação presidencial declarando o terceiro domingo de Junho como o Dia dos Pais.

Em 1972, o Presidente Richard Nixon introduziu o Dia do Pai na lei que passou a ser comemorado no dia 19 de Março, também Dia de S. José, embora em muitos países a data é comemorada, para uns no segundo domingo do mês de Junho, e em outros no terceiro domingo.

Em Angola, a efeméride foi comemorada pela primeira vez de forma institucional, em 2009.

Por ocasião da data, Fonte do ministério da Família e Promoção da Mulher considera que, com a comemoração da data, se pretende que a figura do pai seja, de facto, o pilar e o epicentro da moralização primária dos membros da família, com base nos princípios da angolanidade, da convivência e que se possa reflectir no seio da sociedade.

Disse que se pretende com a data dar início a um ciclo de comemorações de forma institucional, chamando atenção aos pais e a sociedade, em geral, sobre a importância que esta figura representa na formação da personalidade dos filhos e na transmissão de valores de convivência em família e sociedade.

Para assinalar a efeméride, estão agendados encontros, debates e palestras com diferentes temas de carácter social e cultural, assim como visitas a instituições de terceira idade, envolvendo gerações de pais mais velhos e mais novos.

Com a realização do evento, augura-se por resultados que passam pela promoção de uma participação activa na relação pai/filho e por desencorajar e repugnar os pais que se furtam das suas responsabilidades.

Espera-se também que a data sirva para render homenagem aos pais que ao longo dos tempos têm dedicado as suas vidas para proporcionar melhores condições, bem-estar e estabilidade da família. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA