Aumentam casos de cólera em Moçambique

Centro de Tratamento de Doenças Diarreicas, em Maputo

Maputo cria centro para tratar doentes
Moçambique regista já três mortos e 1.462 casos de cólera, dos quais 310 estão apenas na cidade de Maputo,onde houve um óbito.

Na capital, os pacientes com cólera estão a ser atendidos no Centro de Tratamento de Doenças Diarreicas, aberto no passado dia 17 de Fevereiro no recinto do Hospital Geral da Mavalane.

Neste momento, o centro tem oito pacientes internados que estão a ser atendidos por uma equipa de 25 profissionais de saúde, mas já houve picos de 23 pacientes.

Quando o doente chega ao Centro de Tratamento de Doenças Diarreicas, para além de receber assistência médica, o pessoal anota o endereço da residência do paciente e as autoridades sanitárias enviam de imediato ao terreno uma equipa de técnicos de medicina preventiva para fazer um trabalho mais apurado, como explica à VOA Alice de Abreu, directora de Saúde da Cidade de Maputo.

A Cidade de Maputo tem acima de um milhão e 500 mil habitantes.

Alice de Abreu lembra que a cólera é uma doença causada por um vibrião que vive na água ou nos alimentos, letal e de fácil propagação.

A falta de higiene é a principal causa do seu surgimento e se a doença não for tratada com urgência, pode matar.

Desde 2011 que Maputo não registava nenhum caso de cólera. (Voa) por Francisco Junior

DEIXE UMA RESPOSTA