Greenpeace defende proposta conjunta contra sobre pesca na África Ocidental

Cabo Verde, um dos países afectados pela pesca sem controlo

Navio Esperanza está em Cabo Verde a promover a campanha Oceanos

O navio Esperanza da organização ambientalista Greenpeace está em Cabo Verde, pela primeira vez, para promover a pesca sustentável na costa Ocidental Africana.

A campanha “Oceanos” da Greenpeace África pretende sensibilizar e comprometer os “responsáveis e as populações para a responsabilidade que todos temos de salvar os oceanos para o futuro”, considerando a “sobre pesca” na região.

O director da campanha, Ibrahima Cisse, defende uma abordagem regional que envolva Cabo Verde, Mauritânia, Guiné Bissau, Guine Conacri, Serra Leoa e Senegal.

Ao visita o navio nesta segunda-feira, 27, o ministro cabo-verdiano da Agricultura e Ambiente de Cabo Verde pediu uma maior presença da Greenpeace no país reforçar o controlo das águas e a exploração dos recursos de pesca.

“Cabo Verde tem uma Zona Económica Exclusiva (ZEE) que é cerca de 180 vezes mais extensa do que a parte terrestre, o que significa que precisamos de ter uma atitude responsável e monitorizar as nossas águas”, justificou Gilberto Silva no seu pedido.

O Esperanza vai visitar aqueles seis países nas próximas 11 semanas. (Voa)

DEIXE UMA RESPOSTA