Governo angolano nega conflito de interesses de Bornito de Sousa

(Arquivo) Bornito de Sousa - Ministro da Administração do Território - (Foto: Joaquina Bento)

Constituição não proíbe ministros de se candidatarem, diz secretário de Estado

Não há qualquer impedimento a que Bornito de Sousa continue como ministro da Administração do Território e candidato à vice-presidência do país, garantiu o secretário de Estado para os Assuntos Institucionais daquele ministério nesta sexta-feira, 24.

Adão de Almeida disse que as críticas que estão a ser feitas a esse acumular de funções é “uma deficiente interpretação da Constituição sobre esta matéria”.

“Portanto o que está a ser dito não encontra na Constituição angolana qualquer respaldo”, sublinhou o secretário de Estado aos jornalistas no final de uma reunião de avaliação do registo eleitoral.

Para Almeida, não há também qualquer problema ético porque “o que é ético é cada um ser responsável e consequente para com as suas competências”.

O governante concluiu que “isso tem sido feito ao longo dos tempos pelo Ministério da Administração do Território”.

A situação de Bornito de Sousa foi tema de debate do programa Angola Fala Só desta sexta-feira, 24. (Voa)

DEIXE UMA RESPOSTA