EUA aumentam drasticamente despesas militares

(Sputnik)

Despesas militares dos EUA poderão aumentar 30 biliões de dólares, acima dos 54 biliões anunciados anteriormente.

Em uma entrevista à Fox TV, o presidente dos EUA, Donald Trump, revelou que o aumento nos gastos de defesa dos EUA poderia ser 30 biliões de dólares mais que os 54 biliões anunciados ontem.

Trump explicou que o dinheiro para as despesas propostas virá da “aceleração da economia”.

“Se olharem para o género de números que temos, nós tínhamos provavelmente um PIB de pouco mais de 1 por cento e se eu conseguir aumentá-lo até 3 por cento ou talvez mais, estaremos a falar de coisas completamente diferentes. É totalmente diferente”, disse Trump à Fox News.

Na segunda-feira (27), um representante do Escritório de Gestão e Orçamento (OMB) anunciou que a proposta de orçamento de Trump iria aumentar os gastos militares e de segurança em 54 biliões de dólares, com uma redução correspondente em todos os outros gastos discricionários.

Referindo-se ao tema dos Estados-membros da OTAN, que ainda não atingiram a exigência do presidente dos EUA em matéria de gastos na aliança, Trump disse que os Estados Unidos vão pedir o reembolso do apoio militar dos países que tratam os EUA “injustamente”.

“Vamos fazer coisas que têm a ver com outros países porque somos tratados de forma muito, muito, injusta… Pediremos uma forma de restituição, o que neste momento eu quero dizer é que temos países onde estamos a cuidar das suas forças armadas, não estamos a ser reembolsados e eles são países ricos”, sublinhou Trump.

Em 20 de Fevereiro, o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, disse que os Estados Unidos esperavam que a Europa cumprisse as suas promessas relativas à defesa, tal como Washington estava fazendo e que “a paciência do povo americano não duraria para sempre”.
Apenas cinco países da OTAN, incluindo os Estados Unidos, cumprem actualmente a exigência orçamentaria de 2% do PIB em gastos de defesa.

Em 2016, os Estados Unidos alocaram mais de 3,6% de seu PIB em despesas militares. (Sputnik)

DEIXE UMA RESPOSTA