Cabo Verde: Portugal disponibiliza 120 milhões de euros ao arquipélago em novo programa de cooperação

Bandeira de Cabo Verde (Voa/ARQ.)

Cento e vinte milhões de euros é o montante que Portugal vai disponibilizar a Cabo Verde ao abrigo do novo Programa Estratégico de Cooperação (PEC) 2017-2021, a ser assinado no dia 20 do corrente mês, na cidade da Praia, durante a cimeira entre os dois países.

Segundo a embaixadora de Portugal em Cabo Verde, Helena Paiva, citada pela Lusa, o valor global do PEC 2017-2021 é dotado de um pacote financeiro indicativo de 120 milhões de euros.

Educação, língua e cultura, ciência e inovação, segurança, saúde e assuntos sociais, energia, ambiente e alterações climáticas constam do leque de prioridades do novo programa.

Helena Paiva sublinhou que o programa serve uma lógica de continuidade e assume o compromisso de garantir a consolidação de sectores determinantes no desenvolvimento de Cabo Verde.

Em termos de projectos perspectiva-se, segundo a embaixadora de Portugal, que sejam privilegiadas iniciativas “que contribuam para o contínuo reforço da boa governação e da segurança em Cabo Verde”, bem como a “intensificação da cooperação” na educação e saúde.

“Respondendo às prioridades elencadas pelo Governo cabo-verdiano, a intervenção da cooperação portuguesa deverá incidir em questões-chave como a consolidação e melhoria do sistema educativo cabo-verdiano e o reforço e melhoria do acesso à saúde”, considerou.

A verba do PEC mais que duplica o valor indicativo de 56 milhões do programa de cooperação anterior (2012 -2016).

No entanto, Helena Paiva explicou que apesar do valor indicativo do anterior programa, a Ajuda Pública ao Desenvolvimento (APD) de Portugal a Cabo Verde fixou-se em cerca de 400 milhões de euros até 2015, onde se incluem quatro linhas de crédito destinadas à estruturação do país. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA