Agostinho Neto agraciado com Prémio Mandela

António Agostinho Neto - Primeiro Presidente de Angola, Heroi Nacional e Fundador do MPLA (Foto: Fotos: Quino Viñas)

O primeiro Presidente da República de Angola, António Agostinho Neto, foi agraciado, a título póstumo, com o Prémio Mandela de Audácia, pela sua contribuição heróica na luta pelas Independências de Angola, Zimbabwe e Namíbia, pelo fim do Apartheid na África do Sul e pela consequente libertação do nacionalista sul-africano Nelson Mandela.

Segundo uma nota da Fundação António Agostinho Neto, chegada à Angop, nesta segunda-feira, a cerimónia de autorga do prémio ao também Patrono da Fundação teve lugar em Paris, a 25 de Fevereiro de 2017, na presença da presidente da fundação, Maria Eugénia Neto, que se fez acompanhar pela deputada da Assembleia Nacional Irene Neto, PCA da Fundação.

Com mais este reconhecimento póstumo, o Prémio Mandela de 2016 destaca a audácia de Agostinho Neto, que continua a ser uma fonte de inspiração e de orientação para as novas gerações, em Angola e no Mundo.

O Prémio Mandela é uma distinção tutelada pelo Instituto Mandela, um “think tank” (grupo de reflexão) com sede na Universidade de Bordeaux, França.

É sub-dividido em quinze categorias, cujo objectivo principal é prestar reconhecimento a pessoas individuais e colectivas que se tenham destacado na realização de acções em prol do Continente Africano e da Paz, dentro do espírito de Nelson Mandela.

Para a edição de 2016, o Instituto Mandela (www.institutmandela.com), presidido por Paul Kananura, anunciou a recepção de 3.623 candidaturas, nomeadamente 3.191 candidaturas populares, 25 candidaturas individuais, 388 candidaturas diplomáticas 19 candidaturas oficiais.

Destas, no decorrer da primeira fase de avaliação, o Comité Organizador do Prémio descartou 867 candidaturas, por considerá-las pouco motivadoras, para concorrerem ao Prémio, restando assim, um universo de 2.756 dossiers, que submetidos a uma segunda fase de avaliação do Júri, reduziu-os a 75 dossiers, a razão de cinco dossiers, por cada categoria concorrente, onde por sua vez, foram seleccionados os 15 laureados do certame. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA