Presidente do MPLA augura vitória com maioria qualificada nas eleições

José Eduardo dos Santos (TPA)

O Presidente do MPLA, José Eduardo dos Santos, afirmou nesta sexta-feira, em Luanda, que o objectivo do seu partido é ganhar as eleições gerais de 2017 com maioria qualificada ou, no mínimo, com maioria absoluta.

Ao discursar na 2ª Sessão Ordinária do Comité Central do MPLA, José Eduardo dos Santos declarou que o segredo de tal desiderato estará na disciplina, na união e coesão de todos em torno dos candidatos do partido, quer no processo da campanha eleitoral, quer no momento da votação.

Informou que têm agora três grandes tarefas pela frente para o futuro imediato, nomeadamente a aprovação dos documentos reitores para a actividade do partido no próximo ano, contribuir para a conclusão, com êxito, do registo eleitoral e para que o país tenha as condições necessárias para a realização das Eleições Gerais em 2017.

Para si, os militantes, amigos e simpatizantes do MPLA devem todos actualizar ou obter o seu cartão de eleitor, para estarem prontos para votar em 2017.

“Devemos trabalhar com o povo e para o povo rumo à vitória e celebrarmos, condignamente, o 60º aniversário do MPLA que se aproxima”, expressou.

Adiantou que o Comité Central, nesta sessão, vai aprovar a Estratégia Eleitoral do Partido, onde estarão expressas as orientações que todas as estruturas deverão cumprir.

A sessão tem lugar no Complexo Turístico do Futungo 2, distrito urbano da Samba, e realiza-se um dia depois da abertura da jornada comemorativa do 60º aniversário da fundação do MPLA, cujas actividades decorrerão em todo o país até 31 deste mês.

Da agenda da reunião consta a escolha do cabeça de lista do partido às eleições de 2017, estratégia eleitoral, proposta de governação 2017/2022, estrutura de coordenação da campanha eleitoral, entre outros temas.

Na sua primeira sessão, realizada a 23 de Agosto, o Comité Central, eleito no VII Congresso Ordinário do MPLA, realizado de 17 a 20 do mesmo mês, teve como ponto alto da agenda, a escolha dos membros do Bureau Político, do vice-presidente, e do secretário-geral do partido.

João Lourenço foi eleito para o cargo de vice-presidente do MPLA, substituindo Roberto de Almeida, enquanto Paulo Cassoma passou a ocupar a função de secretário-geral do partido, em substituição de Julião Mateus Paulo “Dino Matrosse”. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA