País atinge cinco milhões de registos eleitorais

Adão de Almeida - Secretário de Estado para os Assuntos Institucionais (Foto: Lucas Neto)

Cinco milhões de cidadãos em idade eleitoral já procederam o seu registo, a nível de todo o país, contribuindo para o bom andamento do processo, informou o secretário de Estado para os Assuntos Institucionais do Ministério da Administração do Território (MAT), Adão de Almeida.

Em declarações à imprensa, nesta quinta-feira, no município da Chibia, Sul da província da Huíla, no termo de uma visita que visou informar-se sobre o andamento do processo na região, o responsável disse que o processo decorre sem sobressaltos e dentro das previsões estabelecidas pelo Ministério da Administração do Território.

Adão de Almeida encara este número como animador e referiu que será intensificada a campanha de mobilização sobre o registo eleitoral, para tornar o processo cada vez mais forte e inclusivo.

“Quanto mais forte e mais inclusivo for o registo, mais forte será a nossa democracia e mais forte seremos como país”, considerou o secretário de Estado.

Fez saber, por outro lado, que a nível do país estão identificadas 200 zonas de difícil acesso e, por isso, a Força Aérea Nacional (FAN) disponibilizou quatro helicópteros para a transportação das brigadas registadoras.

“Há outras localidades que não são de tão difícil acesso, embora ofereçam algumas particularidades e aí, a estratégia passa pela aquisição de meios adequados as condições das vias, para que o registo chegue a estas zonas”, informou.

Apesar destas dificuldades, Adão de Almeida manifestou a sua convicção de que a actividade terá um desfecho favorável.

O secretário de Estado recomendou aos cidadãos para não se furtarem do processo de registo eleitoral, por ser um acto obrigatório para todos os angolanos.

Explicou que o registo eleitoral constitui um dever cívico e legal, pelo que é imposto a todos os cidadãos, sendo uma combinação do exercício de um direito e o cumprimento de um dever.

Com uma população estimada em 190 mil e 670 habitantes, dedicados a agro-pecuária como principal forma de sustento, a Chibia conta com quatro comunas (Jau, Quihita, Capunda Cavilongo e sede). (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA