Cuando Cubango: Defendidas acções para mitigação da fuga à paternidade

Cuando Cubango:Pedro Camelo - vice governador para área política e social (Foto: Armando Morais)

A necessidade imperiosa de acções que possam mitigar de forma célere o fenômeno da fuga à paternidade no Cuando Cubango foi defendida quarta-feira, em Menongue, pelo vice-governador da província para o sector político e social, Pedro Camelo.

O responsável fez esta solicitação quando falava na abertura da palestra subordinada ao tema “Fuga à Paternidade”, promovida pela Associação dos Jovens Unidos do Cuando Cubango (AJCC), onde participaram jovens estudantes, membros da sociedade civil, entre outros convidados.

Segundo referiu, este fenómeno pode provocar traumas que, por sua vez, reduzem a auto-estima, deixando a criança vulnerável em diversas situações.

De acordo com o responsável, o governo, visto que são cada vez mais preocupantes os casos de fuga à paternidade, tem dirigido acções cada vez mais vigorosas e concertadas, circunscritas não só na necessidade de sensibilizar e consciencializar os pais.

Precisou que o objectivo é de assumirem as suas responsabilidades enquanto educadores, como também na denúncia e consequente punição dos prevaricadores, por via de accionamento com aplicação de todos os instrumentos ou mecanismos legais, ou ainda em fóruns judiciais competentes, de modo a que, de forma descritiva, possam abster-se das práticas.

Apelou as igrejas, partidos políticos, autoridades tradicionais, escolas e demais instituições, para a conjugação de esforços, com vista ao desencadeamento de acções de sensibilização e consciencialização para que todos assumam as suas responsabilidades enquanto educadores. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA