Aberta jornada comemorativa dos 60 anos do MPLA

Mário António - Secretário do MPLA para a Informação deposita coroa de flores no Sarcófago de Agostinho Neto (Foto: Lucas Neto)

Um acto político complementado com declaração de poesia e música executada por artistas nacionais, marcou nesta quinta-feira, em Luanda, a abertura da jornada comemorativa do 60º aniversário da fundação do MPLA, a assinalar a 10 de Dezembro.

Membros do Comitê Central do MPLA num dos compartimentos do Memorial Dr. Agostinho Neto (Foto: Lucas Neto)
Membros do Comitê Central do MPLA num dos compartimentos do Memorial Dr. Agostinho Neto (Foto: Lucas Neto)
Durante o acto, realizado no Memorial Dr. Agostinho Neto, foi divulgado o programa da efeméride, cujas actividades de carácter político, cultural, recreativo e desportivo decorrerão até 31 deste mês em todo o país, sob o lema “MPLA – com o povo, rumo à vitória”.

O secretário do MPLA para a Informação, Mário António, que apresentou a directiva, disse que a jornada visa enaltecer a trajectória do partido desde a sua fundação até ao momento, dando relevo a sua participação na luta pela conquista da independência, manutenção da soberania e democratização da sociedade.

Mário António - Secretário do MPLA para a Informação na apresentação do programa comemorativo do aniversário do partido (Foto: Lucas Neto)
Mário António – Secretário do MPLA para a Informação na apresentação do programa comemorativo do aniversário do partido (Foto: Lucas Neto)
Propõe-se ainda mobilizar os dirigentes, responsáveis, quadros e militantes do partido a todos os níveis, para a realização com êxito das tarefas programadas superiormente, através de palestras, passeatas, encontros comunitários, fogueiras de militantes e campanhas de reflexão sobre a importância do registo eleitoral no quadro da Constituição da República de Angola.

Segundo Mário António, o país vai vestir-se das cores vermelha, amarela e preta, numa demonstração de grande capacidade mobilizativa do partido e da forte e histórica empatia com o povo angolano, consubstanciada no slogan o “MPLA é o povo e o povo é o MPLA”.

Neste sentido, precisou que as comemorações da efeméride devem constituir-se numa forte corrente de mobilização em torno do MPLA e do seu presidente, José Eduardo dos Santos, e do Executivo angolano, encorajando-os a continuar a trabalhar em busca de melhores soluções para a materialização dos anseios dos angolanos.

Em declarações à imprensa, no final da cerimónia, o primeiro secretário provincial do MPLA em Luanda, Higino Carneiro, disse que as estruturas do partido na capital estão a trabalhar em conformidade com o programa e as orientações emanadas.

Na ocasião, convidou os militantes, amigos e simpatizantes do MPLA a estarem presente no acto central da efeméride, que terá lugar no Estádio 11 de Novembro, dentro de 10 dias.

“Estamos preparados e prontos para acolher todos”, assegurou Higino Carneiro, que vaticina albergar entre 60 e 80 mil pessoas no Estádio 11 de Novembro.

“O MPLA é um partido maduro, com uma trajectória forjada em dificuldades e vitórias que culminaram com a proclamação da Independência Nacional, em 11 de Novembro de 1975, e colocou o país no rumo certo”, asseverou.

Assistiram ao acto, antecidido da deposição de coroa de flores no Sarcófago de Agostino Neto, membros do Comité Central do MPLA, responsáveis e destacados quadros de distintos departamentos do partido. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA