Zimbabwe: Delegados elegem direcção do FP-SADC

Presidium do Forum parlamentar da SADC (Foto: Alberto Julião)

Os delegados dos 13 Estados membros do Fórum Parlamentar da SADC (FP-SADC), presentes na 40ª Assembleia Plenária da organização, iniciaram há instantes, em Harare, capital do Zimbabwe, a eleição do presidente e do vice-presidente deste órgão interparlamentar.

Angola é um dos candidatos à presidência do Fórum Parlamentar e, em caso de eleição, substituirá a Tanzânia na direcção do órgão, no biénio 2016-2018.

A delegação angolana, que participa dos trabalhos com uma representação de oito delegados, foi uma das primeiras a apresentar e formalizar a candidatura.

A República Democrática do Congo (RDC) retirou a sua proposta para liderar o FP-SADC, que elege, de dois em dois anos, um novo presidente e um novo vice-presidente, de forma rotativa.

O Fórum Parlamentar da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral foi criado em 1997, de acordo com o Artigo 9 (2) do Tratado da SADC como uma instituição autónoma da SADC.

É um órgão regional interparlamentar composto por 13 Parlamentos, que representam mais de 3500 parlamentares na região da SADC.

Estes parlamentos são Angola, Botswana, República Democrática do Congo (RDC), Lesoto, Malawi, Maurícias, Moçambique, Namíbia, África do Sul, Suazilândia, Tanzânia, Zâmbia e Zimbabwe.

O Fórum procura trazer experiências regionais a nível nacional, para promover as melhores práticas no papel dos parlamentos na cooperação e integração regional, tal como delineado no Tratado da SADC e na Constituição do Fórum.

O seu principal objectivo é proporcionar uma plataforma para parlamentos e parlamentares, para promover e melhorar a integração regional, através da participação parlamentar.

Pretende-se com o fórum promover os direitos humanos, igualdade de gênero, boa governação, democracia e transparência, a paz, segurança e da estabilidade.

Busca ainda acelerar o ritmo de cooperação, desenvolvimento e integração econômica com base na equidade e nos benefícios mútuos.

Facilitar a ligação em rede com outras organizações interparlamentares, promover a participação das organizações não governamentais, das empresas e das comunidades intelectuais nas actividades da SADC; familiarizar os povos da SADC com os objectivos e objectivos da SADC são outros objectivos. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA