Trump e presidente da Ucrânia querem reforçar cooperação estratégica

Presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko (Afp)

Em conversa por telefone nesta terça-feira (15), o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, pediu a seu futuro colega americano, Donald Trump, o apoio dos Estados Unidos contra a ingerência russa no território.

Depois de saudar Trump pela vitória, Poroshenko manifestou a vontade de “trabalhar com seu governo e fortalecer a cooperação estratégica entre Ucrânia e Estados Unidos”, indicou a Presidência ucraniana em um comunicado.

Destacou-se ainda – segundo a nota – “a necessidade de um firme apoio de Washington na luta contra a agressão russa e a colocação em prática de reformas cruciais” na Ucrânia, acrescentou.

Ambos sinalizaram na direcção de um futuro “encontro bilateral”, completa o comunicado.

A vitória de Trump despertou preocupações nessa ex-república soviética, depois de uma campanha, na qual o candidato republicano foi repetidamente acusado pela oponente democrata, Hillary Clinton, de ser uma “marionete” do presidente russo, Vladimir Putin.

Ontem (14), Trump e Putin falaram ao telefone pela primeira vez desde a vitória do republicano. Após a ligação, o Kremlin anunciou que os dois concordaram em “normalizar” as relações entre Moscovo e Washington.

Depois da anexação da península ucraniana da Crimeia por parte da Rússia em 2014, os Estados Unidos impuseram severas sanções económicas à Rússia.

O conflito entre as forças ucranianas e separatistas já deixou mais de 9.600 mortos desde sua deflagração em Abril de 2014. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA