Tribunal de Luanda inicia julgamento de acusados de crimes de associação de malfeitores

Vista frontal do Tribunal provincial de Luanda (Foto: Angop)

O Tribunal Provincial de Luanda inicia sexta-feira o julgamento de 37 cidadãos acusados de crimes diversos incluindo o da associação de malfeitores para a tentativa de assaltar a mão armada à instituições publicas e ao Palácio Presidencial .

De acordo com fonte policial, os acusados, dos quais dois ainda foragidos, pretendiam na madruga do dia 31 de Janeiro do corrente ano realizar um assalto a mão armada ao Palácio Presidencial antecedida da ocupação das instalações da Televisão Pública de Angola (TPA) e Rádio Nacional de Angola (RNA), no distrito urbano da Ingombota, em Luanda.

“ Os actos executórios iniciaram no final da noite do dia 30 de Janeiro, quando cerca de sessenta elementos se posicionaram, em pontos estratégicos nas proximidades do Palácio Presidencial e Largo da Independência, tendo despertado as atenções das forças da Policia Nacional.”, frisou.

Na acção, prosseguiu, as forças da ordem surpreenderam os elementos, e detiveram uma parte do grupo munido com armas automáticas do tipo “ AKM-47 e outros colocaram-se em fuga “ desenfreada”.

Nos dias consequentes foram capturados outros elementos da associação, somando 37 que serão presentes ao Tribunal Provincial de Luanda.

Entretanto sabe-se que os factos foram mantidos em sigilo, visando evitar o pânico e especulações desnecessárias no seio da população.

Segundo a mesma fonte, os acusados são na sua maioria desmobilizados das extintas Fala, provenientes das províncias do Huambo, Huila, Bengo e Benguela.

O julgamento terá como juiz da causa, João António Eduardo Agostinho. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA