Restos mortais de Avelino dos Santos já repousam no cemitério

José Eduardo dos Santos presta última homenagem ao irmão (Foto: Pedro Parente)

Os restos mortais do nacionalista angolano Avelino Eduardo dos Santos, falecido no passado dia 15 do corrente na África do Sul, vítima de doença, foram a enterrar, neste sábado, no cemitério da Santa Ana, em Luanda, num ambiente de consternação, testemunhado pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos.

No cemitério para onde se deslocaram várias entidades ligadas aos órgãos de soberania, do poder Executivo, familiares e outras individualidades, o Chefe de Estado angolano, irmão mais novo de Avelino Eduardo dos Santos, esteve acompanhado da sua esposa, a primeira-dama da República, Ana Paula dos Santos,

No elogio fúnebre da família foram enaltecidas as qualidades de Avelino Eduardo dos Santos, falecido aos 88 anos de idade, na qualidade de pai, irmão e avô, que foi um homem com grandes qualidades humanas, cujas referências servirão de um extraordinário legado que perdurará por gerações e constituem verdadeiras lições de humanismo.

Nascido aos 05 de Setembro de 1928, no distrito urbano do Sambizanga, Luanda, foi um cidadão que se dedicou em prol do desenvolvimento do bairro Rangel, onde viveu por mais de seis décadas, razão pela qual era identificado como um munícipe de “primeira linha” que sempre participou em acções de carácter comunitário e social em benefício dos cidadãos residentes neste bairro.

Foi membro fundador do conselho de concertação social do Rangel tendo prestado uma contribuição relevante para os desafios de desenvolvimento social e progresso deste município. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA