PSOL vai pedir impeachment de Temer após polêmica com Geddel

(Antonio Cruz/ Agência Brasil)

Partido alega crime de responsabilidade por interferência do presidente no caso do imóvel de Geddel; denúncia foi levada pelo ex-ministro da Cultura Marcelo Calero à Polícia Federal.

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) anunciou que vai protocolar na semana que vem, um pedido de impeachment contra o presidente Michel Temer (PMDB). na Câmara dos Deputados. O PT estuda fazer o mesmo.

De acordo com denúncia do ex-ministro da Cultura Marcelo Calero, Michel Temer teria o “enquadrado” para driblar a liberação de um imóvel em Salvador para o Secretário de Governo, Geddel Lima Vieira.

Ele comprou um apartamento em uma área tombada pelo patrimônio e Temer teria praticado tráfico de influência para a liberação do empreendimento.

Depois de protocolado, o pedido precisa ser aceito pelo presidente da Câmara. Quem ocupa o cargo até fevereiro de 2017 é Rodrigo Maia (DEM), aliado do presidente.

Segundo pedido

Se confirmado, este não será o primeiro pedido pelo impedimento de Temer. No início de abril, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio Mello determinou que o então presidente da Câmara, Eduardo Cunha, aceitasse denúncia contra Temer e instalasse uma comissão especial para analisar impeachment também sob a acusação de pedaladas fiscais (Temer assinou decretos idênticos ao de Dilma durante exercício de presidência interina por compromissos oficiais da ex-mandatária).

Decidida em caráter liminar, a medida teve pouco efeito prático. A maioria dos partidos se recusaram a indicar membros para a comissão. Como foi tomada monocraticamente, a decisão de Marco Aurélio ainda precisa passar pelo plenário do STF, que julgaria o mérito da causa. (Sputnik)

DEIXE UMA RESPOSTA