Presidente da Coreia do Sul afirmou estar disposta a se destituir

Park Geun-hye (DR)

Presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye, afirmou estar disposta a se destituir se o Parlamento conseguir elaborar um plano de transição.

Presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye, comunicou que se destituirá logo que o Parlamento sul-coreano elabore um plano de transição segura do poder, diz a agência Associated Press.

“Eu entrego a decisão sobre meu destino, inclusive no que se trata da redução do meu mandato, às mãos da Assembleia Nacional. Se tanto o partido no poder, como os partidos de oposição discutirem e chegarem a um plano que diminua o alvoroço nos negócios do Estado e garanta uma transição segura do poder, eu deixarei o cargo presidencial de acordo com este plano e os procedimentos estabelecidos pela lei”, manifestou Park Geun-hye na terça-feira (29).

O escândalo político em redor da presidente sul-coreana se estourou após Park Geun-hye ter se desculpado publicamente por o chamado “vazamento” de dezenas de textos dos discursos presidenciais, mesmo antes de eles serem pronunciados, para sua amiga chegada, Choi Soon-sil.

Além disso, também houve especulações que Choi Soon-sil alegadamente teria se apropriado de 70 milhões de dólares, ou seja, uma parte da fortuna de grandes empresas sul-coreanas, visando comprar bens imóveis e pagar a educação da sua filha em uma das universidades mais conceituadas da Coreia do Sul. (Sputnik)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA