Portugal, Cabo Verde e Brasil no último adeus a Fidel Castro

(Euronews)

Portugal, Cabo Verde, Brasil e Guiné Equatorial são os quatro países, membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa que vão ter representantes nas cerimónias fúnebre de Fidel Castro. O único chefe de Estado será o da Guiné. Os restantes países enviam ministros.

Em Cuba, a população continua a despedir-se de “El Comandante, mas, ao contrário do que foi noticiado, as cinzas do antigo chefe de Estado não estarão no memorial criado na Praça da Revolução, em Havana.

Dois dos seus filhos já passaram pelo local onde milhares de cubanos esperam, em fila, para o último adeus ao seu líder.

Garantidas estão, para já, as presenças de muitos presidentes de países da América Latina. O mesmo não se pode dizer da Europa. França faz-se representar pela Ministra do Ambiente, Ségolène Royal, não se sabe quem, ou se, o Reino Unido enviará alguém ao funeral, situação idêntica no que diz respeito à Alemanha. Vladimir Putin tem a agenda preenchida e envia um representante.

Quanto aos EUA, e apesar do reatar das relações entre os dois países, é quase certo que Barack Obama não se desloca a Cuba. Até ao momento a administração norte-americana não abordou a questão. (Euronews)

por Nara Madeira

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA